Amazing Art Installation Turns You Into A Bird

Apresento em seguida uma nova proposta para o exercício de interactividade.

Chris Milk é um pioneiro de experiências interactivas, e na sua mais recente peça apresenta-nos um tríptico gigante, onde os utilizadores podem experienciar três fases de voo, através da utilização de controladores Kinect e sensores infravermelhos.

 

 

Diagrama:

RitaTavares_diagrama_novo

Texto/Paradoxo – Aberto/fechado

Utilizando a imagem vectorial da martacrespoo, desenvolvi a ideia de paradoxo em torno do estado “aberto” e “fechado” do guarda chuva. Explorando a relação texto – imagem, obteve-se um resultado que apenas a colaboração dos elementos de comunicação podem conquistar. Ao associar a palavra “fechado” à imagem de um guarda-chuva aberto propõe-se de uma forma extremamente simplificada a essência de paradoxo.

PARADOXO manual

“Na filosofia, paradoxo é um termo consagrado pelos filósofos estóicos para designar o que é aparentemente contraditório, mas que, apesar de tudo, tem sentido.”

Paradoxo 2 manual 2

Após uma série de tentativas, optei por tipografia manual. A formatação e rigidez da tipografia mecânica não se adequava ao grafismo final da imagem, pelo que o texto escrito manualmente se integra com facilidade na imagem.

PRTSC

Interactividade: Le Vent Nous Portera – Magnificent forest

Le Vent Nous Portera (o vento levar-nos-á) é uma instalação interactiva por Alexander Letcius ( efeitos visuais / programação) e Bulat Sharipov (design de som). A instalação convida o espectador a participar numa floresta virtual, em que todos os elementos são iluminados por “criaturas voadoras luminosas” que seguem a posição das mãos do espectador. Criado a partir da plataformas de desenvolvimento visual TouchDesigner – que possibilita a programação de sistemas interativos de mídia, projeções arquitectónicas e projecções de imagem sincronizada com som – e Kinect, um sensor de movimentos desenvolvido para as consolas Xbox 360 e Xbox One.

Video:

Interactividade: Fluxograma

Source

Sugestão para o trabalho Exercício de interactividade: Desenho de Sistemas Interactivos

Este vídeo é uma sugestão para o exercício de interactividade: Desenho de Sistemas Interactivos.

DESILUSÃO é uma instalação de luz interativa que transforma tubos flutuantes estáticos em objetos dinâmicos virtuais utilizando a luz emitida a partir de projetores e sensores.  O público pode experimentar tubos animados e eles podem comunicar com a instalação de luz através dos sensores, que são colocados em tubos.

Quando o público entra na sala onde a instalação se encontra, pode experimentar interagir com uma variedade de capítulos,onde cada experiência interativa será composta com diferentes animações e um enredo abstracto. O processo será desencadeado pelos sensores, sendo assim é necessário mover a mão para adicionar ruído.

Wooden Mirror

Esta instalação da autoria de Daniel Rozin, chamada “Wooden Mirror”, explora a ideia de uma pessoa se ver a si própria sob uma superfície de madeira, como num espelho. Este “espelho” é constituído por 800 pequenas placas de madeira que têm a capacidade de se mover para cima ou para baixo, assumindo um carácter claro ou escuro consoante a posição, devido ao foco de luz que sobre elas incide. Há no meio uma pequena câmara de filmar, que converte a imagem no movimento das placas, dando a sensação que a pessoa se vê a si mesma sob a superfície de madeira.

Face to Face

Para este trabalho utilizei a imagem bitmap da Rita Tavares. Esta imagem ilustra um novo símbolo para a rede social “Facebook”, representado por um livro sobre um planeta. Como paradoxo resolvi assumir o carácter de distanciamento que o “Facebook” tem e materializá-lo no livro em si, sendo que o planeta, que agora assume o papel de cara (“face”), está a baixá-lo para poder falar cara a cara com quem visualiza a imagem.

andremccord_texto_paradoxo_ecrã

Screenshot do processo:

andremccord_texto_paradoxo_printscreen

Future Self Project

Para este trabalho , escolhi a instalação Future Self Project da empresa MADE. A instalação é composta por luzes LED suspensas do tecto em forma de paralelípipedo, com sensores de movimento que permitem a interação com o público. Neste caso, os criadoes da instalação contrataram um coreógrafo (Wayne McGregor) de modo a formar um espectáculo sobre a interação da dança com as luzes LED a partir dos sensores de movimento (câmaras). A partir daqui formam-se vários tipos de relaçãos entre a instalação e os bailarinos.

Por exemplo, quando estes se encontram mais perto, a luz fica mais forte e quando se situam mais longe a luz fica mais fraca. Quando o bailarino se move para baixo a luz vai para cima e quando se move para cima a luz vai para baixo. Também existe o caso em que a silhueta dos artistas se encontra reflectida nas luzes LED, quase como se fosse um espelho com pode ser visto na imagem abaixo.

O trabalho foi realizado em draw.io

“FUTURE SELF studies human movement, mirroring interaction in dance, light and sound, while exploring the self, present and future.”

FS_gallery1

adrianamoreira_desenhodesistemas

O guarda-chuva – nova versão

Neste exercício, criei um paradoxo invertendo a função do guarda-chuva, utilizando a imagem vectorial da martacrespoo. A primeira versão do exercício não preenchia os requisitos do enunciado, pois a frase não criava nenhum paradoxo com a imagem. Nesta nova versão, “Protege-te da chuva” entra em contradição com a imagem, que mostra uma pessoa segurando um guarda-chuva que, em vez de a proteger, faz cair-lhe chuva em cima. A fonte é a mesma, Bookman Old Style.

martadias_paradoxo_vectorial_ecra